domingo, 19 de dezembro de 2010

AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA - UM PROCEDIMENTO EXPEDITO




Download do texto integral do blogue em »
http://www.homeoesp.org/livros_online.html







INTRODUÇÃO


Temos verificado que os pacientes têm alguma dificuldade em produzir o seu isopático, segundo as explicações constantes do último artigo deste blogue – AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA (última mensagem; ver fim de página) –, independentemente da sua aparente simplicidade.
Após várias experimentações, isolámos um método “expedito”, de fácil e rápida execução, cujos resultados se aproximam dos do procedimento homeopático nesse artigo supramencionado.


Nesta perspectiva, optámos por neste anexo, resumir e adaptar tal método, acessível a todo o tipo de pacientes, o que obriga evidentemente à repetição de algumas passagens do dito artigo.


Não obstante, julgamos que os usuários devem ler os artigos que se seguem neste “sítio”, munindo-se assim de conhecimentos que os irão auxiliar no processo de cura e na sua compreensão.





PRINCÍPIOS GERAIS


A Auto-Isopatia Energética é uma "terapêutica" vocacionada para a autocura.
É um processo lógico e revolucionário de cura.

Mas, deve ser sempre considerada uma "terapia" que complementa a determinada pela medicina convencional ou alopática, onde esta é em regra exercida. Deste modo, em caso algum, o paciente deverá abandonar as prescrições e determinações do seu médico assistente, seja alopata, homeopata ou outro.
A eficiência da terapêutica, conducente à aniquilação ou minimização dos sintomas, fará com que este venha eventualmente a restringir ou retirar a medicação, quando e se por desnecessária.

Foi em 2006, no nosso site pessoal,


http://www.homeoesp.org/

que editámos o livro “A Cura Pela Isopatia”, onde incluímos uma nova terapêutica: a Auto-Isopatia EnergéticaEste procedimento terapêutico, passível de todas as críticas que o fundamentalismo possa imaginar, tem vindo a produzir resultados que se constituem como a sua própria legitimação. Daí, que se justificou no nosso entender, a criação deste blogue, com um procedimento simplificado de execução, procedimento este, que agora mais se simplifica, relativamente ao que consta do mencionado site e do nosso blogue pessoal


http://www.josemariaalves.blogspot.com/

permitindo assim, que sejam os próprios pacientes a manipular o "medicamento" curador - ou ainda, um amigo, familiar ou terapeuta.


Interessante será verificar a sua acção na melhoria quase imediata do estado mental dos pacientes, corrigindo desvios, obviando ao sofrimento psicológico, cuja insuportabilidade supera múltiplas vezes o padecimento físico, seguindo-se-lhe a beneficiação progressiva de sintomas patológicos específicos do enfermo ou da enfermidade.
No entanto, mesmo perante sinais evidentes de cura, o paciente deve confirmar os resultados por intermédio de diagnóstico firmado pelo médico assistente, obviando assim a situações gravosas de obscurecimento sintomático. Do mesmo modo, diga-se, que os critérios de "alta", não são pessoais, mas dependem de avaliação especializada (médico assistente). 

Quando um indivíduo fica enfermo, é a força vital imaterial, activa e presente em todas as partes do corpo, que sofre alterações determinadas pela influência dinâmica do agente mórbido hostil à vida, gerando nele sensações desagradáveis e manifestações irregulares a que chamamos doença. A cura homeopática é explicada pela imposição de uma doença artificial semelhante, mas mais forte do que a natural – veja-se o parágrafo 29 do Organon. A “força vital”, tal como a entendemos é o fundamento base ou estrutura da vida, e deve ser percebida como uma força em acção e reacção contínuas. 
No Cosmos, tudo é energia, apesar da inevitável variação de concentrações.    Nós somos uma substância complexa com um modelo energético específico, tal como qualquer outra do universo, quer orgânica quer inorgânica. A doença resulta de alterações energéticas, e estas modificações imateriais endógenas, manifestam-se externamente e podem ser plasmadas em objectos externos, muito especialmente na água, que pelos seus atributos é de uma plasticidade excepcional – como já foi referido noutros artigos, quer do nosso blogue quer do nosso site pessoal. A imagem energética não molecular fica impressa na água, com todos os seus desvios, desequilíbrios, variações de concentração, espelhando rigorosamente as influências dinâmicas do agente mórbido, entendido em sentido lato.  Existem hoje, métodos de digitalizar tais imagens, percepcionando-se substanciais diferenças nos seres submetidos a observação.
Neste particular, quando plasmamos a informação energética de uma entidade viva, aqui sim, estamos a criar um medicamento que a agir, o vai fazer pela lei dos iguais – igual cura igual – e não, pela da similitude – semelhante cura semelhante.


Este modelo energético representa o nosso aequale.


Com a diluição e dinamização do líquido, vamos obter por ressonância, no movimento extraordinariamente violento e caótico da agitação, a replicação da informação não molecular, que tem a propriedade de pelo “efeito antídoto” reequilibrar todo o sistema energético do organismo, e como sua consequência as forças físico-químicas dele estritamente dependentes. A Auto-Isopatia Energética, toma em consideração tal como a Isopatia, em sentido amplo, a individualidade de cada paciente, e utilizando as suas informações próprias, com uma determinada frequência ou ressonância, permite o justo equilíbrio da sua energia vital e concomitantemente da sua saúde.



O aequale vai bem mais longe do que o simillimum, mesmo o perfeito, porquanto nem lhe faltam nem se excedem sinais ou sintomas.




1 – DESCRIÇÃO SINTOMÁTICA




O paciente deve começar por inventariar os sintomas que mais o apoquentam, decompondo-os se possível, em duas categorias distintas: por um lado os sintomas mentais, e por outro os físicosenglobando-se nesta categoria, os que em homeopatia denominamos “gerais” –, discriminando-os num pequeno bloco de apontamentos, que facilmente poderá transportar em todas as ocasiões e enquanto durar a apreciação ou constatação dos incómodos e o processo de tratamento.

Um exemplo:

SINTOMAS MENTAIS

– Irritabilidade com inquietude
– Impaciência
– Medo de ter uma doença incurável
– Inveja
– Falta de memória
– Pressa, precipitação
– Depressão ao fim do dia
– Não gosta que o consolem
– Aprecia a solidão, mas não quer estar só
– Ansiedade por antecipação
– Pesadelos e sobressaltos enquanto dorme


SINTOMAS FÍSICOS
Transpiração nocturna
– Sono pouco reparador (acorda mais cansado do que quando se deita )
– Agrava todos os sintomas quando ingere alimentos muito condimentados e carnes gordas
– Agrava também com as mudanças de tempo
– Fezes como bolas, semelhantes às das ovelhas
– dores nas articulações de mãos e pés em tempo húmido
– Alternância de diarreia com obstipação
– Bronquite
– Tosse intensa com predominância nocturna
– Resfriados constantes
– Cáries dentárias frequentes


 » No entanto, tenha-se em consideração que o mais importante será a discriminação, ainda que desordenada, de todos os sintomas de que o paciente se quer libertar.



Nem sempre estamos atentos aos nossos padecimentos e enfermidades, porque valorizamos em excesso uma determinada patologia – o doente com síndroma de pânico concentra-se quase que exclusivamente nos sintomas decorrentes dos ataques de que padece – ou estamos demasiadamente absortos nos problemas do quotidiano e não temos uma percepção real e inequívoca dos nossos estados de espírito – com as inerentes deformações de personalidade e sentimentos negativos –, dos nossos sofrimentos físicos –
em regra, desde que não se assumam como invalidantes. Por tal motivo, esta observação de sintomas deverá ser paciente e se necessário corrigida, antes de iniciarmos a preparação do medicamento, o que poderá durar alguns dias.

A anotação da sintomatologia é essencial para que o paciente possa avaliar a evolução da cura.

Nesse pequeno bloco procederemos a todas as notações úteis, como se de um diário se trate.



PREPARAÇÃO DO MEDICAMENTO – ACTOS PRELIMINARES


Preferencialmente, o medicamento deverá ser produzido pelo próprio paciente. Caso este esteja impossibilitado de o fazer por razões naturais – animal, criança – ou por invalidez – inconsciência, paralisia, demência –, deve ser substituído pelo terapeuta, pessoa de família ou amigo.



MATERIAL A UTILIZAR: 

Frasco de vidro com 30 ml, de preferência com pipeta conta-gotas, que servirá para preparar o remédio e que denominaremos frasco medicamento.
Este frasco, será marcado sensivelmente a meio (15 ml) o que nos orientará no procedimento de dinamização. A marcação poderá ser feita com uma caneta própria para vidro ou com um pedaço de papel autocolante, colado exteriormente.

· Proveta, seringa, ou qualquer outro instrumento que permita a medição mais ou menos rigorosa de líquido.

· Água bidestilada, destilada ou purificada. Em zonas carenciadas, na inexistência destas, a água deve ser proveniente da chuva ou ser fervida durante pelo menos vinte minutos.

Antes de serem usados, os frascos, mesmo novos, devem ser previamente lavados com água purificada, tal como o restante material a ser utilizado.




2 – PREPARAÇÃO PROPRIAMENTE DITA -



Determinados os sintomas, lavado ou esterilizado que esteja o material, com um instrumento de medição – v.g., seringa, proveta:



2.1. – Retiramos cerca de 15 ml de água do seu recipiente e vertemos o líquido no frasco medicamento;
--------------------
2.2. – Em ambiente de recolhimento, seguramos na mão o frasco, ou envolvemo-lo com as duas mãos, durante pelo menos uma hora, agitando-o várias vezes, de quando em vez. Este procedimento poderá continuar por um período mais ou menos longo – um ou dois dias -, muito especialmente, durante os períodos de crise. O frasco pode e deve quando possível ser colocado no corpo do paciente em contacto com a localização do órgão doente.
Caso se trate de uma criança, de indivíduo mentalmente diminuído, não colaborante – obviamente, que não nos referimos a todos os que rejeitem o tratamento - ou de enfermos inconscientes, tentaremos encostar o frasco ao seu corpo durante o sono.
Nos animais podemos prender o frasco por intermédio de um adesivo ao corpo durante o período de repouso.
--------------------
2.3. – Decorrido o dito período mínimo de uma hora, agitamos vigorosamente o frasco medicamento 100 vezes.


--------------------

2.4. - Depois da agitação mencionada em 2.3., esvaziamos o frasco, sacudindo o líquido que se encontra no seu interior, até que o interior do mesmo fique apenas húmido. Deve procurar-se esvaziar o frasco o mais que nos seja possível.
--------------------

2.5. - Deitamos 15 ml de água purificada no frasco que esvaziámos, e voltamos a agitá-lo energicamente 100 vezes.

O medicamento está pronto para a sua primeira utilização.


A sucussão ou agitação rítmica do medicamento pode realizar-se do seguinte modo:

- envolvemos o frasco medicamento com a mão;
- com um movimento enérgico, mas não o suficiente para quebrar o frasco, projectamo-lo contra um objecto que não tenha dureza excessiva: podemos utilizar um livro de capa mole ou até a palma da nossa mão.

Anote-se que podem ser utilizados frascos com outras capacidades, respeitando-se as proporções indicadas.

TRATAMENTO


Nesta sede, irá valer a experiência do paciente.


Começará por tomar 3 gotas de 3 a 6 vezes dia, podendo aumentar as tomas em função das necessidades sentidas.


A cada toma, agitará energicamente o frasco-medicamento de dez a 100 vezes, em conformidade com os resultados experimentados - mais uma vez, valerá aqui, a experiência do paciente, do terapeuta ou de quem está incumbido de o observar.
Volta então, terminado que esteja o medicamento ou caso sinta essa necessidade, nomeadamente pelo aparecimento de novos sintomas, a repetir o procedimento, tendo em consideração o novo quadro clínico, somatório de todos os sintomas, que consta do seu bloco de anotações.
Para tal, esvazia o frasco medicamento (usa o mesmo frasco que após vazamento guarda uma quantidade minúscula de líquido), e procede em conformidade com o que acima ficou exposto, de 2.1. a 2.5. - estamos apenas perante uma repetição do procedimento.



O que aqui ficou explanado, deve ser entendido como mera sugestão de posologia.
Cada paciente responde à acção medicamentosa de forma particular, e tem de ser o próprio – caso não esteja a ser aconselhado por terapeuta -, a avaliar a evolução do tratamento.

Logo que os sintomas mórbidos desapareçam ou melhorem substancialmente, o enfermo começará a espaçar as doses progressivamente.




TRATAMENTOS POSTERIORES



Sempre que subsistam sintomas, ocorra mudança ou surja uma nova doença, devemos aprontar um novo medicamento para combater os novos ou restantes sintomas.



Tratando-se de um 2.º tratamento - 3.º, 4.º, (...), 6.º, ou superior -, esvaziamos o frasco, sacudindo vigorosamente o líquido que se encontra no seu interior, até que o mesmo interior fique apenas húmido.


De seguida, vertemos os 15 ml de água purificada no dito frasco e seguimos os procedimentos enunciados em 2.2. (nova transmissão do padrão energético ao líquido e, em consequência, do novo quadro clínico), 2.3. (agitação do frasco-medicamento 100 vezes), 2.4. (esvaziar de novo o frasco até que o seu interior fique apenas húmido) e 2.5. (verter novos 15 ml de água purificada no frasco que esvaziámos, voltando a agitá-lo energicamente 100 vezes).


Os 15 ml de medicamento estão agora preparados para serem utilizados.

O tratamento com a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA pode e deve ser feito continuadamente.
Para além de ser extraordinariamente eficaz na maioria das patologias, pode ser utilizado como "preventivo" e para minimizar ou aniquilar determinadas deformações ou características de personalidade.






JOSÉ MARIA ALVES




159 comentários:

  1. boa tarde jose maria a agua citada na isopatia é agua normal fervida por 2 horas?é tambem a mesma receita para qualquer infermicdade?o procedimento é o mesmo?muito obrigada continue assim a ajudar pessos que DEUS o abençoe*

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde

    Bem Haja pelas suas palavras.

    De preferência, procure numa farmácia água purificada - em Portugal, um litro, custa menos de um euro.

    Se não tiver acesso a tal água, pode usar água da chuva ou água fervida.

    A auto-isopatia energética actua ao nível bio-psíquico de cada indivíduo, alterando o seu padrão energético na direcção da cura.
    Por isso, é uma terapia que abrange praticamente todas as patologias - não esquecendo a sua natureza complementar.

    É possível que no começo do tratamento, surjam sintomas antigos já esquecidos. Esse, será um indício de que o "medicamento" está a agir.

    Um abraço, as melhoras e dê notícias.

    Zé Maria Alves

    ResponderEliminar
  3. Boa noite

    Em função do esclarecimento que me foi solicitado via e-email »

    TRATAMENTOS POSTERIORES

    Tratando-se de um 2.º tratamento - 3.º, 4.º ou superior -,esvaziamos o frasco, sacudindo o líquido que se encontra no seu interior, até que o interior do mesmo fique apenas húmido. De seguida, vertemos os 15 ml de água purificada no dito frasco e seguimos os procedimentos enunciados em 2.2. (nova transmissão do padrão energético ao líquido e em consequência do novo quadro clínico), 2.3. (agitação do frasco-medicamento 100 vezes), 2.4. (esvaziar de novo o frasco até que o seu interior fique apenas húmido) e 2.5 (deitamos 15 ml de água purificada no frasco que esvaziámos, e voltamos a agitá-lo energicamente 100 vezes).

    Um abraço.

    Zé Maria Alves

    ResponderEliminar
  4. Caro Zé Maria,

    quando alcançamos a diluição desejada, teremos apenas 15ml de líquido dentro do frasco. Após as sucussões, deve-se encher o frasco com mais 15ml de água? Ou tomamos apenas os 15ml que foram agitados?

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde Amigo

    O medicamento que deve tomar é constituído pelos 15 ml que foram agitados após ter atingido a diluição desejada.

    Abraço e as melhoras.

    Zé Maria Alves

    ResponderEliminar
  6. Bom dia

    Tenho aguardado resposta ao meu comentário, que deixei no seu blogue. Haverá algum problema com o meu mail?

    Francis

    ResponderEliminar
  7. Oi Zé

    Não entendo bem o jeito de fazer o medicamento. Qual o liquido que fica para tomar e qual a quantidade.

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde Francis

    Transcrevo abaixo o texto do mail, que lhe remeti e, que não terá recebido »

    Boa noite

    "Após múltiplas experimentações temos vindo a verificar, que os tratamentos realizados com a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA, resolvem na prática, com sucesso, todos os problemas que a Homeopatia resolve, com a vantagem de ser uma terapêutica praticamente gratuita e meramente complementar da alopática, referenciando-se como “remédio caseiro” (não homeopático) inócuo, não implicando qualquer diagnóstico.
    www.autoisopatiaenergetica.blogspot.com
    Por outro lado, obstamos assim, às limitações de exercício da Medicina Homeopática via web e às críticas e proibições da Ordem dos Médicos em Portugal.

    Digite no pesquisador do blogue – www.josemariaalves.blogspot.com » AAA (para facilitar a pesquisa).
    Nesse artigo, encontrará todas as indicações necessárias à preparação do medicamento.

    ------------------------------------------------
    Se intentar prosseguir ou iniciar o tratamento homeopático »

    Veja ainda, no nosso site pessoal www.homeoesp.org » MENU » LIVROS ONLINE » NOVO REPERTÓRIO CLÍNICO HOMEOPÁTICO (por patologias) ou no REPERTÓRIO PRÁTICO DE SINTOMAS GERAIS HOMEOPÁTICOS, os artigos relacionados com o seu caso clínico, devendo na medida do possível, ter acompanhamento de médico ou terapeuta capacitado.

    Um abraço, as melhoras e dê notícias do tratamento neste blogue, se optar pela Auto-Isopatia.


    Zé Maria Alves"

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Amigo

    Quando me refiro ao tratamento com a auto-isopatia energética, remeto para este artigo, já muito simplificado, relativamente ao originariamente editado e que também consta deste blogue.

    Aí, especifica-se detalhadamente a preparação do medicamento, sem que se usem quaisquer secreções, tecidos ou fluidos do paciente – apenas o modelo energético é plasmado no frasco-medicamento.


    Se seguir os passos da preparação constantes desse artigo – o 1.º da página inicial -, não terá quaisquer dificuldades na execução do mesmo e na preparação de novas potências.

    Caso sinta dificuldades, aconselho que peça auxílio a alguém com conhecimentos em farmácia ou homeopatia - não tenho forma de simplificar mais a execução prática da sua produção.

    Dê notícias neste blogue no que toca à evolução do tratamento.

    Um abraço e as melhoras.

    Zé Maria Alves

    ResponderEliminar
  10. Bom dia, creio que entendi como se processa o remédio isopatico: um frasco, 15ml de àgua purificada, deixar encostado no corpo por pelo menos 2 horas ou até 48 horas.Após isso, esvasiar o frasco (jogar fora) deixando-o apenas úmido, colocar 15 ml de agua puruficada (nova) e iniciar a agitação do mesmo, para cada tomada agitar antes 100 vezes. Tomar 4 a 6 vezes ao dia. È isso? E cada vez que surgirem novos agravamentos,deixar de lado o remédio antigo e fazer outro remédio isopatico ( com procedimentos iguais o primeiro)
    Deus continue iluminando seus caminhos. Paulo Roberto

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde Amigo Paulo

    Isso.
    Mas pode fazer o novo medicamento no mesmo frasco.

    Esvazia-o completamente, deita 15 ml no seu interior e começa o procedimento de novo, ou seja, mantém-o na mão ou encostado ao corpo durante o tempo que considerar ajustado - no mínimo 1/2 hora. Depois, esvazia-o na totalidade, deita no seu interior 15 ml de água purificada, agita 100 vezes e começa o tratamento.

    A cada toma agita o frasco-medicamento de 10 a 100 vezes - em função da sua experiência pessoal.

    A utilização do mesmo frasco, permite que o medicamento não perca informação energética que ainda pode ser necessária para debelar os sintomas na sua totalidade.

    Um abraço e as melhoras.

    Zé Maria Alves

    ResponderEliminar
  12. posso dormir com esse frasco colado ao corpo durante a noite. estou com bruxismo e gostaia muito de ficar boa. ja perdi varis dentes. obrigada q. deus lhe abençoe

    ResponderEliminar
  13. Boa noite Amiga

    Essa é uma das formas de energizar o líquido do frasco-medicamento.

    As suas melhoras.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  14. Bom dia

    Enviei-lhe um email para o endereço que estava no site (homeoesp@gmail.com), não sei se recebeu ou se existe algum problema com o seu mail.
    Estava a aguardar uma resposta.

    Muito Obrigada
    Cilia Marques

    ResponderEliminar
  15. OLá,

    Primeiramente deixo aqui minha admiraçao em sua totalidade pelo blog.
    tenho alergia medicamentosa alopatica, familia de parabenos,piroxicam,buscopam, etc...
    como estou sem plano de saude, nao posso ir ao meu homeopata por ser a consulta de alto custo para mim neste momento.
    tomei o proxicam para tratar uma hemorragia que vinha a 1 mes. a emorragia parou mas meu corpo ficou vermelho como uma insolaçao e surgiu bolhas vermelhas que pioram com o meu estado emocional. ja estou assim a 6 dias agora minha mao esquerda tem os dedos em pura bolha e muito duros. comecei a tomar a 3 dias nux vomica 30 ch 10 gotas 2 a 3 x ao dia tenho passado problemas serios com a familia de meu marido. Seu pai esta a roubar minha casa na justiça e ja sabemos que isso se est enderá por anos. Entao vivo a mil tenho raiva de meu marido por ter, sei la confiado no pai.por conta acabo nao dando atençao ao meu trabalho nem aos meus filhos Nao sorriu mais e tenho uma mania de perseguiçao "que me persegue" ( ate que agora sorri com minha ultima colocaçao) Bom eu gostaria de saber se a isopatia poderia resolver nao aguento mais essas alergias. Agora foi medicamentosa, mas nestes ultimos anos ja tive ao sabao, ao pó ao sei mais o qe. Bom é que acredito que eu deva tomar uma dose cavalar da isopatia mas nao sei ao certo qual.
    Por favor te peço ja aos prantos que me ajude.
    eu preciso me sentir plena novamente.

    Carla.

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde Carla

    Para além do acompanhamento que deve ter do seu médico de família, faça o tratamento isopático conforme consta do artigo.

    Notará uma melhoria progressiva, já que as diluições vão aumentando. Por outro lado, há em cada dinamização uma adequação ao estado patológico desse momento.

    Tenha fé.

    Um abraço e as melhoras. Dê notícias.

    ResponderEliminar
  17. Bom dia sou seguidora do seu blog de homeopatia e agora deste também. Normalmente sigo-me pelas suas matérias médicas e escolho diluições baixas, 6 ch pois actuam ao nível físico e tenho-me dado bem com elas. No entanto agora estou com uma ansiedade que talvez se tratasse mais rápido com a isopatia. Quero engravidar, admito que só estou no 3º mês de tentativas nada de preocupante, mas tenho aquele medo de não conseguir o que faz crescer em mim uma ansiedade que poderá bloquear o meu objectivo. Como poderei livrar-me dela? Já pensei em fazê-lo com a isopatia, através das lágrimas, que não são raras quando sou assaltada por este medo, ou então através da auto-isopatia energética. O que me aconselha? Desde já agradeço.

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde Amiga

    Comece por fazer as lágrimas. Use o método das korsakovianas que consta do livro do site homeoesp - julgo que já o conhece.

    Depois desse tratamento, descansa 4 ou 5 dias e começa a fazer a Auto-Isopatia Energética.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  19. Caro Dr. José Maria, em primeiro lugar quero cumprimentá-lo pelo trabalho amoroso que exerce gratuitamente para tantos. Hoje, os governos pretendem anular todo e qualquer esforço que pretenda auxiliar o homem, principalmente os mais necessitados tanto holística quanto economicamente. Porém, como dizia Agostinho: "Lei injusta é lei nenhuma". Que Deus jamais se esqueça do seu coração, caro doutor. Sigamos, pois.

    Escrevo porque li a respeito do tratamento com lágrimas e gostaria de entender o método de preparação. Parece-me, segundo o teor deste artigo sobre Isopatia Energética, que a ação é semelhante.

    Sou leitor de seus escritos e, respeitosamente, quero recomendar-lhe um livro que julgo extremamente útil para aqueles que trabalham com o sofrimento humano. Na verdade são dois da mesma autora: "As chaves do inconsciente" e "O inconsciente sem fronteiras", encontráveis no estantevirtual.com.br.

    São pesquisas feitas por uma psicóloga brasileira - Dra. Renate Jost de Moraes, autora dos livros, culminando com o desenvolvimento de um método de abordagem direta do inconsciente humano. Os resultados são maravilhosos, para dizer pouco. Até casos de mongolismo retrocederam devolvendo ao paciente a condição de normalidade mental e, espantosamente, física!

    Indico o site da autora para pesquisas iniciais:
    http://www.tipclinica.com.br/index.php/pagina-inicial/o-metodo-adi-tip

    ADI-TIP - Abordagem Direta do Inconsciente - Terapia de Integração Pessoal.

    No site há indicação de clínica especializada no método na Europa. Não é qualquer clínica que tem o consentimento da autora para praticá-lo. Ela estudou com o famoso Dr. Viktor Frankl, além de outros igualmente sábios. Assista aos vídeos, se possível, para ouvir diretamente da autora.

    Em sua profissão, penso eu, tal abordagem será de valiosa e sólida complementação do já vasto conhecimento, aliando o mesmo à melhor compreensão do mais íntimo do ser humano: o eu pessoal.

    Sincero abraço!

    Euclides

    ResponderEliminar
  20. Boa noite Amigo

    Em primeiro lugar Bem Haja pelas suas palavras e pelas preciosas recomendações.

    Quanto à preparação do isopático das lágrimas (ou de qualquer outra secreção), agradeço que veja:
    www.homeoesp.org » MENU » LIVROS ONLINE » A CURA PELA ISOPATIA.
    Detenha-se no capítulo que se debruça sobre as korsakovianas.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  21. Bom dia Doutor José Maria Alves

    Estou, desde anteontem, imersa em seus escritos.
    Tenho muito interesse nesta área de saúde e auto cuidados desde bem cedo, mas...também tenho muitas dúvidas e desenvolvi algumas resistências, principalmente por ver tantos ditos terapeutas vendendo , e MUITO CARO, os seus produtos: tratamentos, remédios, livros, palestras, espaços... muito mais caro que os alópáticos até (um preparado biodinâmico para tireóde a R$145, em 2011, qdo o Levóid custa R$11,00). Me decepciono demais e não continuo os tratamentos, as terapias por que desacredito, me sinto enganada, as vezes fico achando que que desenvolvem toda uma teia de argumentos lindos só para prenderem as pessoas com foco no seu dinheiro e não na sua cura.
    Mas alguma coisa em mim continua buscando, em meio as dúvidas se estou de novo acreditando em estórias da carochinha ou achei a verdades tão almejadas.
    Assim estou procurando de novo a homeopatia que sempre deu certo comigo mas que é dificil de ter acesso aqui em cidade do interior, em função de dores no estômago e enjoo após as refeições; um clínico geral e homeopata me receitou lycopodium 200 CH dose única, que funcionou muito bem. Cheguei nos seus blogs procurando informações sobre este remédio e encontrei o que buscave
    ae tbm a isopatia, que já sabia pouca coisa (nosódios), e a isopatia energética.
    Tô muito feliz, torcendo de coração p que seja o tenho buscado, vou fazer comigo e depois com minha família.
    Tenho algumas dúvidas práticas:
    -os apontamentos dos sintomas são para tomar maior consciência do nosso estado atual ou entram em alguma etapa do preparo dos remédios?
    -meus maiores problemas são o hipotiroidismo e dificuldades relacionadas a alimentação: obesidade, indisciplina (é tanta teoria complicada e contradicentes que desisto)gula (adoro comer e cozinhar),alergias nas mãos (acho que pelo glúten), intolerância ao leite(muitos gases, azia e acidose), falta de energia física e intelectual e irritabilidade; para estes órgãos (tireóide, estômago e intestino delgado) devo aproximar o frasco do órgão ou que secreção me daria o melhor remédio?

    Aguardo seus comentários com ansiedade?

    Alice

    ResponderEliminar
  22. Boa noite Amiga

    A anotação dos sintomas auxilia os pacientes a tomarem consciência dos seus próprios sintomas e estados de alma.
    Por outro lado, permite que se faça uma análise temporal da evolução do tratamento.

    Pode aproximar o frasco-medicamento dos órgãos mencionados. Esse procedimento irá potenciar a eficácia do medicamento.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  23. Caríssimo Dr Jose Maria,

    Apos o preparo do remedio isopatico energetico, a toma deve ser direto das gotas sob a lingua, ou do mesmo jeito que se toma os remedios homeopáticos... com uns 100ml d´água no copo?

    ResponderEliminar
  24. Boa noite Marcelo

    Pode tomar as gotas colocando-as directamente debaixo da língua ou diluíndo-as num pouco de água.

    Veja qual o melhor resultado.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  25. Caríssimo Dr Jose Maria,

    Muito obrigado!

    Comigo a Auto Isopatia Energetica está funcionando maravilhosamente bem. Já não tenho quase nenhum sintoma da minha pressão alta, após três semanas de tratamento nesse método.

    Deus lhe pague!

    Atenciosamente
    Marcelo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Marcelo

      A verdade é que a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA funciona mesmo e em todas as patologias - debelando-as ou melhorando o estado geral do paciente.

      Infelizmente a maior parte dos pacientes - julgo que por preguiça - continua a querer gastar dinheiro em medicamentos homeopáticos quando tem à sua disposição uma terapia gratuita.

      Um abraço e a continuação das melhoras.

      Eliminar
  26. Boa noite Dr. José Maria,
    venho agradecer pelas preciosas orientações e contar que ao final da primeira semana de tratamento com a auto-isopatia energética (sem outros tratamentos), eu já não senti mais qualquer resquício da dor ciática bilateral que me incomodava constantemente havia mais de um mês. Estou com os movimentos livres, mais tranquila, relaxada, mais presente e feliz. Comecei meu segundo frasco de 15ml e já aguardo outras mudanças.
    Que a Vida possa recompensá-lo por todo o bem que tem feito através do seu blog.
    Grande abraço,
    Celeste.

    ResponderEliminar
  27. Boa noite Amiga Celeste

    Fico feliz por si.

    Continue com o tratamento.

    Um abraço e as suas melhoras.

    ResponderEliminar
  28. Olá Dr. José Maria,
    Achei muito impressionante o método da auto isopatia energética, inclusive li o livro "A Cura Pela Isopatia" disponível no site.
    Tenho uma alergia muito forte e os medicamentos alopáticos só fazem efeito no início, de modo que sou obrigado a tomar remédios cada vez mais fortes.

    O livro descreve diversos métodos, e gostaria de saber se algum é mais eficiente que o outro ou se depende da pessoa.

    Só o modo de tratamento que não ficou muito claro para mim.
    Vi que o modelo preferido é:
    1º dia – 6ª DSe;
    2º dia – 12ª DSe;
    3º ou 5º dia – 15ª DSe;
    4º ou 7º dia – 30ª DSe.

    Eu devo tomar somente uma dose de 12 gotas por dia na potência indicada?
    E após o 7º dia? Eu devo aguardar 1 mês sem tomar o medicamento e só então fazer a avaliação?
    Devo conservar o frasco na geladeira?

    Muito Obrigado!!!

    Daniel

    ResponderEliminar
  29. Boa noite,
    Comecei agora a fazer o medicamento e ainda esta com a água de preparação. Posso deixar o frasco em casa durante umas horas e voltar a coloca-lo entre as minhas mãos e locais a tratar?
    Obrigada.

    ResponderEliminar
  30. Boa noite Amiga

    Claro que pode. Pode fazê-lo várias vezes e durante alguns dias.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  31. Boa noite Amigo

    Sugiro que comece o tratamento seguindo "textualmente" o MÉTODO EXPEDITO.

    Depois de familiarizado com o método, e se houver necessidade, poderá avançar para métodos mais desenvolvidos, como narramos no nosso livrinho.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  32. Querido Dr. que Deus o ilumine sempre, pois es como um farol do criador cuja função e trazer para a humanidade conhecimento, fé, saúde e um novo olhar para a vida.Com amor fraternal, maria de Nazareth schmidt

    ResponderEliminar
  33. Bem Haja Nazareth

    Somos todos faróis do Criador. Cada um segundo as suas possibilidades.
    Apenas dou o que me é permitido dar.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  34. Olá Dr. José! Agradeço por muitas vezes, ter me orientado, já sinto melhoras e lhe sou grata.
    Dr. José, minha filha(13anos), tomava Lycopodium 200 FC de 5 em 5 dias, foi como lhe passaram, mas não estava surtindo efeito.
    Então, eu passei a lhe dar de 2 em 2 dias e ela apresentou melhoras, no momento, estou dando, 2 vezes por semana.
    Eu posso continuar com essa dosagem, pois ela está melhor ?
    Existe perigo de super dosagem na homeopatia , ela pode continuar tomando o remédio, até ficar curada ? Muito grata por sua atenção. Ana

    ResponderEliminar
  35. Boa noite Amiga

    Peço desculpa de só agora responder, mas tenho estado sem possibilidades de usar a net.

    Julgo que no caso da filha, será de todo essencial o acompanhamento por homeopata em observação directa - questão da potência e da dose.

    No entanto, muitas vezes, após prescrição, é o próprio paciente que faz os ajustamentos (e bem...).

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  36. Boa noite, Dr José! Obrigada por responder!

    Sim, eu consultei um Homeapata, mas não estava dando certo de 5 em 5 dias, por isso, tentei de 2 em 2 e deu certo.
    Comigo foi a mesma coisa, tomo Natrium Muriaticum 200FC, e só funcionou, quando passei a tomar de 2 em 2 dias, quando eu melhorar, pretendo espaçar.

    Dr. José, eu posso continuar tomando dessa forma, pois é assim, que sinto melhor ?

    Existe perigo de super dosagem na Homeopatia ?

    Deus o abençoe ! Obrigada! Ana V


    ResponderEliminar
  37. Boa noite Amiga

    Acontece muitas vezes que são os próprios pacientes que encontram as doses adequadas.
    No entanto, deverá informar o seu terapeuta ou médico.

    Há sempre esse perigo - em regra quando se toma o mesmo medicamento durante muito tempo. Pode ocorrer que o paciente faça a patogenesia do medicamento.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  38. Boa noite!
    Gostaria que me indicasse um protocolo para me ajudar a combater a osteoporose, doença que me apoquenta(e que não prejudicasse o estômago e tensão arterial).
    Atenciosamente grata
    Cristina Fonseca

    ResponderEliminar
  39. Boa noite Cristina

    Já lhe respondi no outro artigo onde postou o seu comentário.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  40. Ola, Boa tarde!
    Sobre o Hipertireoidismo, gostaria de saber por quanto tempo tomar Iodum CH200 e Badiaga dh 4. Se também posso estar associando Tyreoidinum 200 Thuya 200.
    Obrigada.
    Camila

    ResponderEliminar
  41. Boa noite Amiga

    Peço desculpa de só agora responder, mas tenho estado com problemas com a net.

    No seu caso, especificamente, julgo que deve ser seguida por médico com especialidade em Homeopatia. Só a observação directa e a contínua reavaliação podem produzir resultados relevantes.

    Julgo que me compreende - esta minha opinião prende-se com os seus próprios interesses.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  42. Olá Jose Maria,
    Estou encantada com auto isopatia sofro de um mau ha quase um ano me trato com ortomolecular e homeopatia só que ainda não estou sã, tenho a certos sintomas como se fosse panico, sofro muito com isso vou fazer esse medicamento urgente... Sou acupunturista e me interesso pela cura das pessoas gostaria de saber se existe um curso que eu poderia fazer pois assim que eu sarar irei me dedicar as pessoas que sofrem.
    Um abraço e parabéns
    estou confiante na minha cura...

    ResponderEliminar
  43. Boa tarde Amiga

    Os cursos que existiram foram ministrados no âmbito dos Homeopatas Sem Fronteiras, que infelizmente têm actualmente a sua actividade suspensa.

    De qualquer modo, a leitura atenta da matéria constante deste blogue editado na íntegra no nosso site pessoal (AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA) e do livrinho A CURA PELA ISOPATIA, não lhe irão impor outros conhecimentos para uma prática eficaz desta terapia.
    Veja www.homeoesp.org » MENU » LIVROS ONLINE

    Um abraço e felicidades para si e para os seus pacientes.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jose Maria
      Preciso de sua ajuda, fiz o medicamento no modo expedito e para e iniciei tomando 3 gotas após agitar 100x 6 x ao dia e para minha surpresa alguns sintomas pioram ou melhor voltaram com intensidade tontura com visão embasada não estou podendo ficar em pé o que vc me recomenda
      Aguardo ansiosa sua resposta.

      Eliminar
  44. Boa tarde Amiga

    Leia a parte relativa aos "agravamentos".
    Podemos estar num processo de cura com um agravamento no "bom sentido". Julgo que será isso que está a ocorrer.

    Se o agravamento persistir, faça um novo medicamento a partir do frasco que está a utilizar - o blogue explica como fazer.

    Vá dando notícias.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde José Maria,
      Estou no segundo medicamento fiz conforme sua solicitação, imagino que estou com síndrome do panico pois percebo q minha pupilas ficam dilatadas, estou tomando lycopodium 1000fc pela manhã e natrun muriaticium 1000fc a noite. e a isopatia 4 x ao dia
      ainda não observei nenhuma melhora, quanto tempo devo esperar o efeito do frasco do medicamento para pensar em fazer outro.
      Obrigada,
      Abraços,
      Silvana

      Eliminar
  45. Dr Jose,

    Mudei um pouco os procedimentos.
    Faço com sucesso da seguinte forma:
    Uso um frasco fosco de 250ml e após todos os procedimentos descritos pelo senhor, desde segurar o mesmo e colocá-lo em partes afetadas até a dinamização manual, derramo toda a água em uma garrafa de 500ml. Assim tomo aos goles durante o dia.
    Funciona maravilhosamente bem; estou sem sintomas de pressão alta e de má circulação.

    Desde já agradeço mais uma vez.
    Marcelo Boz

    ResponderEliminar
  46. Boa noite Amigo

    Bem Haja por compartilhar connosco a sua experiência, que aqui fica como referência e como exemplo de adaptação de uma terapia que não pretende ser rígida, mas antes "aberta" a todas as modificações que os pacientes encontrem no seu processo de cura.

    Espero sinceramente que o seu testemunho possa ser útil a outros pacientes.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  47. Dr José,

    Explicando melhor: Eu dinamizo em um frasco fosco de 250ml e ponho em uma garrafa de 500ml. Portanto, faço duas dinamizações para encher a garrafa.
    E uma vez por semana eu repito todo o procedimento de energizar a água no frasco, colocando-o nas partes afetadas do meu corpo.

    Abraços,
    Marcelo Boz

    PS.: Tenho divulgado para todas as pessoas que posso, inclusive médicos homeopatas. Esse método terapia deve de toda forma ser divulgado.

    ResponderEliminar
  48. Dr José,

    Por favor me tire uma dúvida.
    1 - Quanto vale, por exemplo, 30DH em CH?
    2 - E quantos glóbulos equivalem a 10 gotas?

    Att
    Marcelo Boz

    PS.: Soube que o Senhor virá ao Brasil ano que vem, por uma médica homeopata.

    ResponderEliminar
  49. Boa tarde Amigo

    Uma 30 DH equivale sensivelmente a uma 15 CH.

    !0 glóbulos ou pequenos grânulos equivalem a dez gotas - têm um efeito similar...

    Quanto à minha ida ao Brasil, desconheço, mas quem sabe... (estou a sorrir).

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  50. Em tempo - onde está um ponto de exclamação deveria estar um "1".

    ResponderEliminar
  51. Boa tarde Silvana

    Sempre que os sintomas agravem ou apresentem mutações, para além de surgirem outros (antigos ou não), deve repetir o procedimento.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  52. Mais uma vez Boa tarde Marcelo

    Bem Haja pela divulgação da terapia e pela sua contribuição.

    Concordo consigo - mas eu sou "suspeito" (estou a sorrir).

    Abraço.

    ResponderEliminar
  53. Dr. Jose Maria o sr poderia me dizer se sempre que eu preparar e começar a tomar um remedio novo da isopatia era ter agravações ??? aguardo

    ResponderEliminar
  54. boa noite Dr....na Fibromialgia obrigatoriamente tem que doer todos aqueles pontos? pq tenho uma dor que está localizada na nuca, vem no ombro....ao lado direito ...e também no ponto da injeção...que também acho que passa o ciatico....na verdade ja tinha problemas no ciatico....ele n doia ha tempos ai agora qdo começaram essas dores na nuca e ombro o ponto no quadril começou a doer também.....e sinto uma fraqueza parece que estou com meia bateria só......sonolencia.......aguaardo Mari

    ResponderEliminar
  55. Boa tarde Amigo

    Pode acontecer. Se forem muito intensas e prolongadas deve preparar de imediato um novo medicamento. Mas se forem relativamente fracas e suportáveis pode aguardar pelo seu desaparecimento natural.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  56. Boa tarde Amiga

    Não é obrigatório que todos os pontos doam.
    Seria bom consultar um médico com especialidade em homeopatia para conseguir em observação directa um diagnóstico fiável.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  57. Dr...enquanto eu n consigo marcar medico o sr poderia me ajudar fiz o teste de curva glicemica e deu assim
    jejum 86
    30 min apos injestao de glicose deu 198
    e 120 min apos deu 80 ......
    seria diabetes ????
    aguardo a resposta......desde ja obrigada

    ResponderEliminar
  58. Boa noite Amigo

    A análise dos resultados deve ser global e deverá ser o seu médico a fazê-lo. isto porque os clínicos não gostam muito que outros os "substituam" no seu trabalho. E nessa parte respeito-os.
    Sugiro que entre em contacto com ele com a brevidade possível para que possa obter a resposta à sua dúvida.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  59. prezado José,

    sou médica homeopata argentina e estou tentando experimentar o método da autoisopatia energetica,
    a respeito da preparacao, gostaria de saber porque escolher um frasco de , por exemplo 30 cc se depois iremos a utilizar apenas sempre 15 cc.
    no aguardo da sua resposta. um abraco.
    Celia

    ResponderEliminar
  60. Boa noite Dr.a Celia

    Fico feliz por uma médica estar a testar o método. Alguns colegas seus estão a fazê-lo,mas pretendem o anonimato, o que compreendo perfeitamente (as vossas ordens, ou melhor, as Ordens dos Médicos ocidentais são constituídas na sua grande maioria por cépticos.

    O frasco escolhido deverá ter sempre o dobro ou pelo menos mais 1/4 do medicamento. Só desse modo conseguirá uma sucussão eficaz.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  61. Boa tarde, Dr. Tudo bem?

    Inicialmente, me perdoe por utilizar seus espaço fora do tema proposto.

    Mas é que estou com uma dúvida em relação à homeopaticos e não consigo comentar no outro blog do sr.

    Transcrevo-a a seguir:

    "Boa tarde, querido José.

    Venha acompanhando ha algum tempo seu blog.

    Você poderia me ajudar?

    No final de 2013, tive uma bactéria (klebsciella) nos rins e tomei muitos antibióticos. Aparentemente a bacteria foi embora. No ano de 2014, comecei o uso do homeopatico Nux Vomica CH 12 e uma semana depois tive uma infecção urinária. Suspendi o uso do Nux Vomica desde então. Durante o ano de 2014, tive várias infecções urinárias e em consequência fiz o uso de muito antibiótico. Após o ultimo tratamento alopático, iniciei o tratamento com o Natrum Muriaticum (me automediquei, mas tomei esse homeopatico uma vez - concordo com absolutamente tudo no comportamento Natrum, principalmente a questão de 'fermentação' de pessoas desse tipo) CH12 três vezes ao dia (05 glóbulos), e venho tomando desde então. Senti melhoraras significativas no comportamento após o uso (ha cerca de 1 mês). Porém, tenho sentido muita dificuldade de concentração. Ha alguns dias também, venho sentindo um gosto amargo na língua (que está esbranquiçada na região central)e minha pele está amarelada.E muito esgotamento mental (isso aqui me atrapalha muito- tenho uma rotina de estudos de quase dez horas - mas fico muito frustrada pois tenho dificuldade de assimilação o que faz com que o estudo não renda e fico muito deprimida). Antes do período menstrual (semana passada) fico muito ansiosa e agitada, com insonia e ranger de dentes. Nessa menstruação tive muita cólica e dor, fluxo mediano e sangue de vermelho intenso.Enxaqueca nos dois primeiros dias de menstruação. Penso se essas consequências teriam a ver com a sobrecarga que meu figado e rins sofreram nos últimos meses e se você recomenda o uso de Arnica CH30 antes de dormir e Ginseng CH 20 para que eu tenha concentração para estudar a tarde ou outro homeopatico.
    Outra questão apenas complementar é que tenho me sentido possessiva, ciumenta (nada perceptível pelos outros), como se quando eu fosse contrariada surgisse uma raiva imensa e fermentaçao de sentimentos negativos em relação às pessoas.E um sentimento de solidão muito grande.

    Gratidão pelos ensinamentos e pela ajuda.

    Um abraço fraterno,

    Carolina"

    ResponderEliminar
  62. Boa noite Amiga

    Como tomou muitos medicamentos alopáticos e alguns homeopáticos, sugiro que comece por fazer:

    NUX VOMICA 200 CH - uma dose única (acho que aí no Brasil lhe chamam papelote) - se não conseguir a dose única, faça vinte glóbulos daqueles pequeninos, tomados de uma só vez. Preferencialmente às 11 horas da noite.

    Uma semana depois faz »
    CAMPHORA 200 CH, também uma dose única ou 20 grânulos, tal como no caso da Nux.

    Começamos assim, por uma quase-drenagem a preparar o terreno para o medicamento de fundo.

    Identifica-se completamente (ou quase) com o Natrum muriaticum?

    Vá ao meu site www.homeoesp.org » LIVROS ONLINE » e veja A Cura pela Isopatia - mais tarde dir-lhe-ei o que pretendo.

    Um abraço e as melhoras.

    Vá dando notícias.

    ResponderEliminar
  63. Bom dia, amigo.

    Gratidão pela ajuda tão rápida.

    No Brasil não consigo comprar homeopáticos com CH acima de 30.Assim, pergunto ao sr.:

    No caso tanto do Nux Vomica quanto do Camphora, a dose é de 20 glóbulos de CH10 de uma vez?

    A sua pergunta em relação ao Natrum me fez pensar se eu realmente me identifico com ele completamente. Como fiquei em duvidas em relação a sua pergunta, estou lendo os livros e logo explico ao senhor com quais os homeopaticos mais me identifiquei e porquê. Acredito que dessa forma possamos encontrar o medicamento de fundo de uma forma mais acertada. O que o senhor acha disso?

    Agradeço sinceramente.

    Um abraço cordial.

    ResponderEliminar
  64. Boa noite Amiga

    Consegue comprar um tubo de cada um dos medicamentos em 30 CH?

    Se sim, faça os 20 grânulos tal como ficou expresso na mensagem anterior.

    Veja com a paciência necessária todos os medicamentos com os quais se pode identificar - será uma ajuda preciosa.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  65. om dia, querido José.

    Consigo comprar os dois por CH30.

    Assim o farei.

    Estou lendo os manuais de homeopatia e o de isopatia.

    Agradeço pela ajuda.

    Assim que tiver as informações gerais, escrevo para o senhor contando o que extrai.

    Um abraço cordial.

    ResponderEliminar
  66. Prezado José Maria e colegas. Sou brasileiro de Belo Horizonte e estudo há alguns anos terapias alternativas para a saúde. Fiquei muito curioso com a metodologia descrita. Gostaria de experimentar a auto-isopatia energética para distúrbios do sono, que estão se acentuando com a idade. Neste caso, como não é exatamente uma doença ou um órgão doente, a informação a ser plasmada na água seria através da colocação do frasco de vidro junto ao corpo durante o meu próprio período de sono? Qual seria a parte do corpo mais adequada para isto (mãos, timo, cabeça..)? Posteriormente faria então a diluição e a sucussão recomendadas pelo método.
    Grato
    Alexandre

    ResponderEliminar
  67. Prezado José Maria, ainda algumas dúvidas se puder me ajudar, completando a mensagem anterior de 13/01/15;
    Pode ser usado álcool acrescido à água destilada numa concentração de 30%, na diluição final da mistura que será ministrada ao paciente ou isto não é conveniente para esta metodologia, devendo ser empregada somente a água pura mesmo?
    Grato
    Alexandre

    ResponderEliminar
  68. Boa noite Alexandre

    Pode começar por segurar o frasco nas mãos - em regra é suficiente.

    Durante o sono, siga a sua intuição. Mas qualquer contacto físico não deixará de produzir efeitos.

    Um grande abraço e vá dando notícias das suas experimentações.

    ResponderEliminar
  69. Boa noite Amigo

    Para efeitos de conservação do medicamento nada obstará a que junte álcool à água, não sendo necessária uma percentagem elevada.
    Já o tenho feito. mas como na Auto-Isopatia estamos sempre a lidar com novos sintomas e consequente necessidade de preparação de novos remédios - refiro-me em especial ao método expedito -, não o julgo determinante - facilita mesmo a sua preparação por aqueles que pouca ou nenhuma formação têm.
    Conforme for utilizando o "método", estou certo de que irá encontrando variantes. O que nos importa é a cura - aqui não existem fundamentalismos.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José Maria, obrigado por suas respostas e orientações, Alexandre (Belo Horizonte, Brasil).

      Eliminar
  70. Boa tarde Jose Maria.
    Tenho necrose na cabeça de femur, já fiz uma descompressão em 2009, mas ainda tenho dores e limitações fisicas, Você pode me judar?

    ResponderEliminar
  71. Boa tarde Amigo

    Para além do tratamento que lhe é prescrito pelo seu médico assistente, sugiro que faça:

    SYMPHYTUM 200 CH e CALCAREA PHOSPHORICA 8 DH, 5 gotas alternando a cada 3 horas e,
    HAMMAMELIS 200 CH e ARNICA 5 CH, 5 gotas de cada, juntos, 2 vezes por dia.

    Quando começar a notar melhorias, comece a espaçar as doses.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jose Maria boa tarde.

      Obrigado pela atenção dispensada à questão. Em relação a sua orientação vou providenciar junto a uma farmácia de manipulação ok? Eu não faço nenhum tratamento, não tomo remédio para essas dores a sua orientação é para tratar a cabeça do femur ou para a diminuição das dores. Mais uma vez meu sincero agradecimento. De que forma posso colaborar?

      Eliminar
  72. Boa noite

    Para as duas situações amigo.

    Daqui por 30 dias reavaliamos.

    Colabore com empenho na direcção da cura. Não se fique apenas pela medicação; faça com que o seu espírito tenha uma acção positiva relativamente à enfermidade.

    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
  73. Boa Tarde Dr. José Maria Alves, sou Homeopata e tenho tentado contatar a Associação Portuguesa de Homeopatas sem Fronteiras, Associação que julgo que faz parte e não tenho conseguido, os numeros de tel que constam no site estão desactivados, será que me poderia indicar estes contatos, desde já agradecido. Francisco Ribeiro

    ResponderEliminar
  74. Boa noite Amigo

    Infelizmente os HSF-Portugal têm a sua actividade suspensa no nosso país - pelos motivos habituais: falta de apoio num espaço onde a Homeopatia é considerada um placebo e falta de voluntários.

    De qualquer modo Bem Haja por me ter contactado - em nome dos HSF-Internacionais - e um abraço.

    JMA

    ResponderEliminar
  75. Boa Noite Dr. José Maria

    Apresento-lhe o meu caso e, antecipadamente, solicito a sua ajuda.

    Tenho sempre inflamações de garganta e ouvidos que me fazem sentir tonturas, especialmente quando há vento e poeiras e, mais recentamente, venho sentindo zumbido num dos ouvidos. Segundo o médico, isto se deve a uma alergia. Os medicamentos alopáticos têm sido de pouca serventia.

    Por isso, gostaria de poder contar com os seus conselhos para resolução desse problema, o que desde já agradeço.

    Atenciosamente,

    João

    ResponderEliminar
  76. Boa noite Amigo

    Vou seguir a minha intuição, alargando a "cobertura" da sua sintomatologia.

    Assim, sugiro que faça:

    CALCAREA CARBONICA 1000 CH, 5 grânulos por semana.

    Tratamento por dois meses.

    Um abraço e as melhoras. Dê notícias para que possamos reavaliar.

    JMA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite amigo José Maria

      Agradeço, imensamente, a atenção dedicada ao meu caso.

      Aproveito para pedir mais um esclarecimento.

      Os 5 grânulos, por semana, devem ser tomados um por dia ou em toma única? E, ainda, devem ser engolidos ou colocados sob a língua?

      Um abraço e muito obrigado.

      João

      Eliminar
  77. Boa noite Amigo

    Em toma única num dia qualquer da semana.

    São colocados sublingualmente e deve deixá-los derreter lentamente.
    Pode fazer o tratamento no intervalo das refeições - meia-hora antes e depois de os tomar não deve comer, beber chá, fumar ou lavar os dentes (apenas água se tiver sede).

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  78. Bom dia Dr. José Maria , gostaria de informações e indicações suas, fiz uma tomografia por conta de dor abdominal, e o resultado me deixou muito triste, deu cistos no figado e nos rins, aneurisma de artéria esplênica e problemas no pancleas, tenho tambem muitas verrugas na pele, do aneurisma o medico disse q tenho que fazer cirugia e pediu outra tomografia para ver o sistema vascular do abdomem, mas tenho medo de operar , por favor me ajude , tem remedio que pode desfazer o aneurisma ? também tenho pressão alta e já fiz a retirada da tireoide pois tive cancer da mesma . desde já agradeço se puder me ajudar.

    ResponderEliminar
  79. Boa noite Amiga

    Estamos perante um quadro complexo, que necessita de apurada avaliação.
    Essa exigência, passa no nosso entender pela observação directa de médico com especialidade em Homeopatia; só assim poderá atingir resultados palpáveis.
    De qualquer modo, sugiro que faça também a Auto-Isopatia (utilizando o método expedito).

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  80. Caro Dr. José Maria
    Meu nome é Roberto Mesquita tenho 50 anos, 1,75m e 74 kg, sofro ha bastante tempo (15 anos) com ácido úrico elevado (acima de 9) e crises de gota e gostaria de tentar um tratamento homeopático. As crises de gota me acometem geralmente nos tornozelos e também nos cotovelos, poderia prescrever algo para estabilizar os níveis de ácido úrico e evitar as crises de gota? Também desenvolvi “tofos” nos cotovelos que, apesar de pequenos, incomodam bastante e deixam a região do cotovelo dolorida e muito sensível. Caso tenha algum tratamento homeopático para a eliminação destes “tofos”, por favor, prescreva-o.
    Nos últimos anos venho percebendo um aumento gradativo na minha glicose (entre 100 e 106) se for possível, recomende-me algum tratamento para este problema também.
    Grato pela atenção.

    ResponderEliminar
  81. Boa tarde Amigo

    Agradeço que leia a NOTA BREVE – ESCLARECIMENTO INTRODUTÓRIO constante do nosso blog
    http://autoisopatiaenergetica.blogspot.pt/
    Um abraço fraterno
    JMA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe meu amigo, na ânsia de obter a vossa orientação não atentei para o esclarecimento introdutório, de qualquer maneira agradeço a atenção.
      PS: Tentarei a auto-isopatia energética.

      Grato.

      Roberto Mesquita

      Eliminar
  82. Boa noite Amigo

    Vá dando notícias.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  83. Olá Dr. José Maria,
    Minha esposa sofre de depressão refratária há uns 30 anos. Gostaria de saber se poderias indicar algum tratamento que pudesse ajuda-la. Atualmente ela está usando o pristij, torval e queopine, além do rivotril. Agradeço antecipadamente sua atenção.
    Mauro Falleiros
    e-mail: maurofalleiros@gmail.com

    ResponderEliminar
  84. Boa tarde Amigo

    Agradeço que leia a NOTA BREVE – ESCLARECIMENTO INTRODUTÓRIO constante do nosso blog
    http://autoisopatiaenergetica.blogspot.pt/

    Sugiro que comecemos por aqui. Depois reavaliamos a hipótese (que julgo não vir a ser necessária) de entrarmos com homeopáticos ou fitoterápicos.

    Isto sem prejuízo do tratamento que lhe está a ser ministrado pelo médico assistente. Caso comece a melhorar, será o médico que lhe irá retirando progressivamente a medicação prescrita - não o faça por determinação própria.

    Um abraço fraterno

    JMA

    ResponderEliminar
  85. Bom dia José
    Ja li seu blog mas nao compreendi o passo a passo da auto-isopatia energetica.
    Tenho Herpes genital. Qual tratamento melhor indicaria?

    ResponderEliminar
  86. Boa tarde Amigo

    Já que não consegue fazer o medicamento, sugiro-lhe o seguinte protocolo »

    PROTOCOLO –

    HEPAR SULFUR 200 CH, 5 gotas duas vezes por dia;
    ARSENICUM ALBUM 200 CH, 5 gotas duas vezes por dia.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  87. Olá Dr. José Maria,

    primeiramente, agradeço pela sua generosidade em compartilhar tão rico conhecimento com tantas pessoas que necessitam.

    Eu tenho um filho de 4 anos, que é autista. Ele apresenta hiperatividade, atraso na linguagem, dificuldade de interagir com os outros e de compreender comandos. Por enquanto, a medicina ainda considera o autismo uma doença incurável, mas com Auto-isopatia Energética é possível reduzir os sintomas ou mesmo até curar meu filho?

    No momento da preparação do medicamento, ao segurar o frasco, devo mentalizar ou pedir algo?

    Desde já agradeço imensamente pela sua atenção.
    Que Deus lhe dê muita saúde!
    Um abraço,
    Ana Rita

    ResponderEliminar
  88. Boa noite Amiga

    Faça o medicamento e visualize ou "peça" as condições que deseja - há quem profira orações durante o processo. A sua intuição irá ditar-lhe o Caminho.

    Um abraço fraterno - vá dando notícias.

    JMA

    ResponderEliminar
  89. Olá, Dr Jose Maria
    Estou com depressão leve, chorava muito e com uma dor emocional, causado por stress, frustração, mágoas, etc. E esqueci de dizer a médica que tive cirurgia de útero através de vídeo de endo- metriose e retirada de um mioma.
    Sou ex-asmática, rinite e ites em geral. Ela me receitou 10 gotas de natrum muriaticum por 4 dias e depois no 5º dia tomar dose única de natrum muriaticum 200 ch e voltar lá em 10 dias. Minha dúvida é estou sentindo dores como se fosse no coração, mas sou muito saudável do coração. Hoje é o segundo dia que tomo o remédio, também sinto uma queimação no estômago e senti que meu olhos parace que secaram um pouco é normal?

    Zeli

    ResponderEliminar
  90. Boa noite Amiga

    Os sintomas que narra já devem ter passado - tratar-se-á de um agravamento próprio do tratamento.
    Caso ultrapassem os doze dias, e sejam insuportáveis ou quase, a sua médica deverá receitar-lhe - julgo eu - um antídoto, nomeadamente a CAMPHORA.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  91. Boa noite,
    Tenho infecções urinárias há praticamente 2 anos. Passei por um periodo prolongado de grande stress, ansiedade no trabalho onde estava. Consegui finalmente sair da empresa que dava cabo do meu psicológico e por conseguinte, do meu fisico em fevereiro deste ano. Deste aí, tirando as mágoas, ressentimentos, deixei de ter ansiedade e sou feliz e bem disposta menos quando a minha saúde me tira o tapete.
    Fui a vários médicos. De todas as uroculturas que fiz, nunca se conseguiu isolar nada. Ao principio, as infecções estavam relacionadas com as relações sexuais. Se não fizesse nada, mantinha-me bem, se tivesse relações, passo um dia ou 2 lá vinha ela. Agora não é preciso fazer nada para que vão aparecendo ou pelo menos sentir um pequeno desconforto. Para ajudar o quadro, em Maio deste ano comecei com surtos de herpes em 4 pontos sempre repetidos - narina, entre o lábio inferior e o queixo, num lábio vaginal e o última na nádega interna. Antes de me aparecer o surto de herpes, tenho sintomas de infecção urinária. Eu sei que não deveria utilizar antibioticos mas tudo o que tentei não me aliviou o desespero. Sempre que tomava bactim forte, ao fim de máximo 1 hora tinha o alivio dos sintomas e ficava bem. Desta última vez, na semana passada, voltei ao mesmo quadro mas o bactrim não funciona. Vou tendo algum alivio bebendo litradas de água mas desta vez está complicado de ficar bem. Sinto urgência em urinar, às vezes urino em quantidade, outras vezes quase não faço nada. Normalmente sinto, ardor, calor, como pontadas na uretra, principalmente no fim de urinar. A minha urina tem uma cor normal. Às vezes fica quase transparente por causa da quantidade de água que bebo. Sei que fiquei com as defesas muito em baixo com o que passei e ainda estou a recuperar devagarinho. Posto isto, acha que me consegue ajudar? Neste período, tive sempre o mesmo namorado. Muito obrigada e parabéns pelo seu magnifico trabalho e disponibilidade. Muito bonito.

    ResponderEliminar
  92. Boa tarde Amiga.
    Sugiro que faça a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA (método expedito).
    Leia primeiramente o livrinho que condensa a matéria deste blog no meu site pessoal www.homeoesp.org.

    Quanto ao reforço do sistema imunitário, agradeço que leia o livro respectivo »
    https://homeoesp.org/pdf/livros-online/o-reforco-do-sistema-imunitario.pdf

    Um abraço fraterno e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  93. Muito boa noite, Doutor José Maria

    Preciso de uma direção, uma luz.

    Tive uma crise de infecção urinária a 4 meses, e nos exames ficou constatado se tratar da escherichia coli. Tomei levofloxassino, o qual desencadeou coceiras na região genital, inclusive anal... eram coceiras insuportáveis, como se houvesse bichinhos se movendo.
    Fui ao ginecologista que realizou coleta de secreções, e mostrou que o que eu tinha era a e.coli novamente. Me prescreveu cremes vaginais e remédios via oral para candidiase (equivocadamente).
    Então, no intervalo de 2 meses, mais uma infecção urinaria me acometeu.
    Mudei de médico e ele me prescreveu ciproflox, que em decorrência apareceram funguinhos na região íntima.. Lá fui eu fazer uso de cremes vaginais contra fungos, contra alergia... e nada deu resultado..
    Hoje, ainda tenho coceiras vaginais e anais, e um desconforto na bexiga, como se fosse atacar uma infecção a qualquer momento..Estou tomando muita água, o que talvez esteja me livrando..
    Já recorri a chás, cápsulas de cramberrys e de alho, mas o desconforto ainda persiste.
    Acho que estou um pouco tralmatizada rsrs, tenho medo de sentar em banheiros desconhecidos, até de manter relações sexuais, pois as pontadas na bexiga pioram depois destas.

    Recorro ao seus métodos sábios, pois não quero mais tomar anti bióticos, e não aguento mais esta situação.

    Desde já lhe agradeço pelo conhecimento obtido e pela ajuda,
    Suh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Amiga

      Agradeço que leia os dois artigos cujos links indico - a matéria sobre a E. COLI e as SUPER-BACTÉRIAS está aí versada, referindo-se inclusivamente o tratamento possível »

      http://josemariaalves.blogspot.pt/search?q=e.coli

      http://josemariaalves.blogspot.pt/2010/08/super-bacterias-e-bacterias-resistentes.html

      De qualquer forma, não deve abandonar as prescrições do seu médico assistente.

      Um abraço e as melhoras

      JMA

      Eliminar
  94. Olá, boa tarde DR. José Maria

    Sou a Suh, do último comentário..

    No momento, não estou fazendo uso de nenhum medicamento alopático, nem outra terapia alternativa.
    Pois, além dos anti bióticos não resolucionarem meu problema, eu também acabava desenvolvendo outras infecções secundárias: como fungos.

    Pelo que eu entendi, posso fazer uso do pyrogenium 6 CH, 3 gotas 6 vezes ao dia e echinacea 4 DH, de 3 a 6 vezes por dia, é isto?

    Neste momento estou sentindo uma dor semelhante picadas na bexiga.. e as vezes parece que uma faca está alí.

    Peço sua ajuda doutor, pois com isto não dá para se viver.

    Lhe agradeço pelos artigos e por todo o conhecimento que venho obtendo.
    Fique com Deus.

    Suh

    ResponderEliminar
  95. Boa noite Amiga

    Isso. Vamos fazer tudo para a auxiliar a debelar essa infecção.

    Mas não se esqueça de seguir os conselhos do seu médico assistente - os dois tratamentos juntos, produzirão certamente resultados bem mais promissores.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  96. Olá Dr., este método pode ser eficaz para curar polipo uterino e mioma?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde

      Pode. Pode começar por aqui. Mas tanbém pode fazer tratamento homeopático.

      Eu começaria pela AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA.

      Um abraço e as melhoras.

      JMA

      Eliminar
  97. Respostas
    1. Boa noite Eni

      Descreva-me a sua dor de cabeça.

      Quais os sintomas principais da sua labirintite?

      Abraço.

      JMA

      Eliminar
  98. Boa noite. Meu filho de 13 anos tem defict de atenção, hiperatividade, problemas na fala, compulsão alimentar, problemas de coordenação motora fina, ansiedade. Vou fazer a autoisopatia para ele, mas existe algo mais que eu possa fazer em relação à homeopatia? Ele já tratou com uma médica homeopática muito boa para outras questões (rinite, sinusite, crises de laringite etc), mas em relação a esses problemas não tivemos sorte. O Senhor pode nos ajudar? Um abraço e continue prestando essa ajuda ao mundo. Silvania (Brasil)

    ResponderEliminar
  99. Boa tarde Silvania

    Vamos começar pela AUTO-ISOPATIA - use o MÉTODO EXPEDITO.

    Decorridos que estejam 20 dias reavaliamos.
    Aí, se necessário, poderemos entrar com um protocolo homeopático.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos fazer. Obrigada pela atenção.

      Eliminar
  100. Boa tarde Silvania

    Vamos então aguardar pelos 20 dias de tratamento.

    Um abraço fraterno e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  101. Dr. José Maria Alves, boa noite!
    Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a sua iniciativa e o seu empenho em melhorar a saúde das pessoas.
    Há anos tenho depressão e enxaqueca crônicos; já fiz todos os tratamentos possíveis e imagináveis, com psiquiatras, neurologistas, homeopatas, acupunturistas, psicólogos, e etc. Já tomei diversos medicamentos para enxaqueca e a depressão, que está associada a esse problema. Consegui melhorar com o tratamento ortomolecular que estou fazendo, com Omega 3, vitaminas e paroxetina, contudo, não consigo me sentir reestabelecida e estou bem longe de ser o que eu era antes, há 10 anos atrás.
    Estou com 40 anos, não suportei tanto estresse no trabalho que tinha e acabei saindo para me curar, mas já estou assim há mais de 6 meses e não consigo me sentir realmente "bem" de saúde.
    Agradeço muito se puder ler e tiver alguma direção em me auxiliar.
    Abraços,
    Ana Paula

    ResponderEliminar
  102. Boa noite Ana Paula

    Sugiro que faça a AUTO-ISOPATIA (método expedito).

    Faremos um tratamento inicial de 30 dias, findos os quais reavaliaremos.

    Um abraço fraterno e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  103. Muitíssimo obrigada!
    Vou ler com atenção sobre o método e farei.
    Abraços!
    Ana Paula

    ResponderEliminar
  104. Boa noite Ana Paula

    Julgo que conseguiremos resolver o seu problema com a Auto-Isopatia.

    No entanto, se necessário for, sempre teremos ao nosso dispor a Homeopatia.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  105. ola sou antigo usuário da isopatia energetica ....tenho resquícios de uma antiga sindrome do pânico... bate depressão, aflição, angustia, medo doenças...quando tomo a isopatia melhora tudo há um controle geral... mas é so parar que voltratoa tudo... o Sr acha que so a isopatia resolve se continuar direto ou tem que completar com outro tratamento:::? g

    ResponderEliminar
  106. AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA - ATAQUES DE PÂNICO - DEPRESSÃO - ANSIEDADE COM MEDO

    Boa noite Amigo Sergione

    Há quanto tempo faz a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA?

    Se quando faz a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA os sintomas desaparecem na sua totalidade, continue.
    Como eu escrevo no artigo, este é um método de cura que pode ser feito durante toda a sua vida.

    Não tem efeitos colaterais nem gera dependência.

    Vai auxiliá-lo a manter a sua saúde a níveis mais do que satisfatórios.

    Um abraço fraterno.

    JMA

    ResponderEliminar
  107. Ola de novo ...tomo ha mais de um ano e meio... Antes tratei com alopatia,,,,homeopatia..mas sempre ficou resquícios... quando fico com os sintomas faço a isopatia energética e ajuda demais... só não sei certo quando encerrar um vidro e partir para outro.... o Sr Acha que precisaria outro tratamento para a cura?

    ResponderEliminar
  108. uma outra dúvida a obtenção da isopatia energética é melhor pelo método homeopático primeiramente ensinado pelo Senhor ou tanto faz, através do método expedito... eu entendo dos dois...

    ResponderEliminar
  109. Boa noite Sergione

    Continue com a AUTO-ISOPATIA.

    Veja com qual dos métodos obtém melhores resultados, apesar de serem muito idênticos nos efeitos.

    Abraço fraterno e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  110. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  111. Dr José,
    Fiquei com hipertensão após meu segundo parto. No primeiro parto tive hipertensão por dois meses e logo se normalizou, mas eu não sabia nada sobre pre-eclampsia, confiei no médico e era muito mais calma. Agora no segundo não confiei muito no médico, fiz uma cesárea de emergência a contra gosto, o bebê nasceu prematuro e me custa muito amamentar de madrugada e a perda do sono. Os picos de pressão começaram após uma dose de ocitocina que me deram ainda no hospital no dia seguinte ao parto. Nunca fui hipertensa e passei a gravidez toda com pressão normal. Ao ter alta, após cinco dias começaram os picos de pressão 14/9 , 15/10, 16/10. Fiz uso de medicamento alopatico por cerca de 25 dias, fi vários exames que indicaram uma pre-eclampsia leve que não precisa internação e pode ser tratada em casa. Meu puerpério acaba de terminar (45 dias) e a pressão não estabilizou ainda. As vezes fica normal em 12/8 mas basta que tenha um desgosto ou desentendimento ou preocupação que sobe para 14/9 ou um pouco acima. Tenho tido muito medo de morrer , medo que meus filhos fiquem sem mãe, medo que o remédio não faça efeito e assim os remédios alopáticos deixaram realmente de fazer efeito. Há dois dias tive uma crise muito forte com pressão 20/12 e fui hospitalizada. O médico de plantão mexeu na medicação toda e me deu doses bem elevadas de remedios alopáticos (combinação de dois deles). Estou tomando há dois dias e muitas vezes a pressão se mantém a 15/10 ou até 15/11 com sintomas fortes de dor de cabeça. Não consigo parar de ficar medindo a pressão várias vezes por dia, já se torna uma neurose.
    Tomei muitos medicamentos durante a gravidez: rhus tox 5ch (para dores na bacia), arnica 6ch (para inchaço de pernas), pulsatilla 6 Ch (para emocional fragilizado), Medhorrinum 12ch mais calêndula 6ch mais pulsatilla 6ch (para placenta previa, fiz repouso por alguns meses e tive gravidez de risco), candida albicans 6ch (para candidíase), cantaris mais uva ursi ambos em 6ch (para cistite),calêndula 6ch (para tosse). Todos foram usados por breves períodos de tempo e recomendados por homeopata.
    No pós parto estou tomando : o composto de Medhorrinum, calêndula e pulsatilla para os medos só de vêz em quando), hepar sulfur 12ch (para pressão arterial alta embora não veja nenhum efeito, tomo já a 15 dias), hypericum perforatum (para os sintomas emocionais, que segundo a homeopata, o obstetra e a cardiologista são os causadores da pressão alta, tomando a mais de 15 dias) e agnus castus ( tomei por 1 semana para varizes pioradas no pós parto).

    Observo que cada vêz fico mais neurótica em relação a pressão e cada vez fazem menos efeito os medicamentos alopáticos. Tenho medo de tudo que diz respeito a pressão subir, imagino mil coisas e sofro por antecipação.

    Me identifico muito e totalmente c todos os sintomas físicos e mentais e ainda as características físicas de pulsatilla.

    O senhor pode me ajudar?

    Ah, sim, a minha homeopata me abandonou dizendo que não consegue me ajudar mais.

    Agradeço desde já.

    Estou pensando na auto isopatia. Mas se houver agravamento dos sintomas eu tenho medo de estar desamparada. Moro no interior , aqui não existem homeopatas e a única que me tratava a distância é por Skype desistiu de mim.

    ResponderEliminar
  112. Dr José,
    Fiquei com hipertensão após meu segundo parto. No primeiro parto tive hipertensão por dois meses e logo se normalizou, mas eu não sabia nada sobre pre-eclampsia, confiei no médico e era muito mais calma. Agora no segundo não confiei muito no médico, fiz uma cesárea de emergência a contra gosto, o bebê nasceu prematuro e me custa muito amamentar de madrugada e a perda do sono. Os picos de pressão começaram após uma dose de ocitocina que me deram ainda no hospital no dia seguinte ao parto. Nunca fui hipertensa e passei a gravidez toda com pressão normal. Ao ter alta, após cinco dias começaram os picos de pressão 14/9 , 15/10, 16/10. Fiz uso de medicamento alopatico por cerca de 25 dias, fi vários exames que indicaram uma pre-eclampsia leve que não precisa internação e pode ser tratada em casa. Meu puerpério acaba de terminar (45 dias) e a pressão não estabilizou ainda. As vezes fica normal em 12/8 mas basta que tenha um desgosto ou desentendimento ou preocupação que sobe para 14/9 ou um pouco acima. Tenho tido muito medo de morrer , medo que meus filhos fiquem sem mãe, medo que o remédio não faça efeito e assim os remédios alopáticos deixaram realmente de fazer efeito. Há dois dias tive uma crise muito forte com pressão 20/12 e fui hospitalizada. O médico de plantão mexeu na medicação toda e me deu doses bem elevadas de remedios alopáticos (combinação de dois deles). Estou tomando há dois dias e muitas vezes a pressão se mantém a 15/10 ou até 15/11 com sintomas fortes de dor de cabeça. Não consigo parar de ficar medindo a pressão várias vezes por dia, já se torna uma neurose.
    Tomei muitos medicamentos durante a gravidez: rhus tox 5ch (para dores na bacia), arnica 6ch (para inchaço de pernas), pulsatilla 6 Ch (para emocional fragilizado), Medhorrinum 12ch mais calêndula 6ch mais pulsatilla 6ch (para placenta previa, fiz repouso por alguns meses e tive gravidez de risco), candida albicans 6ch (para candidíase), cantaris mais uva ursi ambos em 6ch (para cistite),calêndula 6ch (para tosse). Todos foram usados por breves períodos de tempo e recomendados por homeopata.
    No pós parto estou tomando : o composto de Medhorrinum, calêndula e pulsatilla para os medos só de vêz em quando), hepar sulfur 12ch (para pressão arterial alta embora não veja nenhum efeito, tomo já a 15 dias), hypericum perforatum (para os sintomas emocionais, que segundo a homeopata, o obstetra e a cardiologista são os causadores da pressão alta, tomando a mais de 15 dias) e agnus castus ( tomei por 1 semana para varizes pioradas no pós parto).

    Observo que cada vêz fico mais neurótica em relação a pressão e cada vez fazem menos efeito os medicamentos alopáticos. Tenho medo de tudo que diz respeito a pressão subir, imagino mil coisas e sofro por antecipação.

    Me identifico muito e totalmente c todos os sintomas físicos e mentais e ainda as características físicas de pulsatilla.

    O senhor pode me ajudar?

    Ah, sim, a minha homeopata me abandonou dizendo que não consegue me ajudar mais.

    Agradeço desde já.

    Estou pensando na auto isopatia. Mas se houver agravamento dos sintomas eu tenho medo de estar desamparada. Moro no interior , aqui não existem homeopatas e a única que me tratava a distância é por Skype desistiu de mim.

    ResponderEliminar
  113. Boa noite Amiga

    Não vamos desistir.

    HOMEOPATIA

    Vamos começar por preparar o organismo por via da "desintoxicação".

    Sugiro que faça como início de tratamento »

    CAMPHORA 200 CH, uma dose única;
    5 dias depois faz
    NUX VOMICA 30 CH, uma dose única pelas 11 horas da noite.
    8 dias depois faz
    PULSATILLA 5 CH, 3 gotas 5 vezes ao dia - tratamento por 20 dias findos os quais reavaliaremos (sendo caso disso iremos subindo progressivamente as doses)

    --------------------------------

    AUTO-ISOPATIA

    Comece desde já a preparar o seu auto-isopático segundo o método expedito - pode ser tomado ( e deve) em conjunto com os homeopáticos, por inexistir qualquer contra-indicação.

    ---------------------------------------

    Um abraço fraterno - vá dando notícias da evolução do tratamento.

    JMA

    ResponderEliminar
  114. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  115. Dr Jose Maria, bom dia!
    Encontrei este blog depois de uma pesquisa a respeito dos benefícios da homeopatia no tratamento da hiperatividade e agressividade infantil. Tenho um filho de 7 anos que foi adotado ao nascer e desde os 3 anos de idade vem apresentando sérios problemas de hiperatividade, oposição, desafio, inquietude, agitação, desobediência e com a idade foram piorando, hoje tem atraso de linguagem, dificuldade de aprendizagem, resistência em fazer as tarefas escolares e é bem agressivo. Em casa, apesar de receber limites, apresenta sempre uma inquietude e agitação fora do normal, provoca os bichos o tempo inteiro, não obedece e não para um minuto. A psiquiatra o diagnosticou com TDAH e TOD - Transtorno Opositor Desafiador. Ele ama os animais, apesar de provocá-los o tempo inteiro, é muito carinhoso, inclusive com adultos com quem pouco convive. Ele toma Risperidona e Ritalina, mas não está adiantando. Na escola ele provoca e incomoda as outras crianças, deliberadamente. Em casa, eu coloco de castigo, tiro desenho, brinquedo, tudo, até já dei palmadas, mas nada resolve. Ele pede desculpas, chora, diz que não vai mais fazer, mas logo volta à estaca zero e faz tudo de novo. Por não saber mais o que fazer, gostaria de uma luz, por favor? Percebo também que é uma criança eufórica demais. Ele tem "picos" de adrenalina, euforia que aparecem do nada, e começa a provocar e bater nos bichos, a correr, a gritar, a rosnar, grunir, bater porta, etc....
    Apresenta um resistência imensa em fazer as atividades acadêmicas, tanto na escola como em casa, o que dificulta saber se ele tem algum déficit cognitico ou se é problema de comportamento, já que com essa resistência ele está atrasado em relação aos demais.
    Por essa razão quando vi o artigo sobre a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA, senti muita esperança, por esta razão gostaria de saber se para fazer o medicamento dele devo colocar o frasco na cabeça quando ele estiver dormindo e por quanto tempo?
    E se somente a AUTO-ISOPATIA é suficiente ou pode ser prescrito algum outro remédio homeopático para tratar em conjunto.
    Agradeço desde já e lhe peço humildemente uma resposta.
    Luciene

    ResponderEliminar
  116. Boa noite Amiga

    Comece por fazer a AUTO-ISOPATIA energética.

    Basta que ele segure de quando em vez e por momentos o frasco-medicamento, podendo também colocá-lo lunto ao corpo (cabeça, tórax) enquanto dorme.

    ---------------------

    Sugiro ainda que faça para a hiperactividade e para a agressividade »

    HYOSCIAMUS 6 CH, 3 gotas duas vezes ao dia.

    STRAMONIUM 200 CH, 5 gotas duas vezes por semana, durante dois meses.

    --------------------------------

    Tratamento por 30 dias findos os quais reavaliamos.

    ---------------------------

    Abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Dr. me desculpe, somente agora vi sua resposta, muito obrigada pela sua atenção, já mandei manipular a homeopatia.
      Consegui fazer a auto-isopatia e intuitivamente, fiz da maneira que o Dr. mencionou acima.
      Começo a dar a homeopatia ainda hoje e em 30 dias retorno para relatar as mudanças e o Dr. avaliar.
      Mais uma vez muito obrigada.
      Abraço fraterno.
      Luciene

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Boa tarde Dr.,
      estou retornando para dar informações sobre o tratamento do meu filho, comecei pela auto-isopatia energética e com a homeopatia prescrita acima, e observei uma grande melhora, porém no segundo vidro da auto-isopatia ele teve uma recaída e ficou muito irritado, quebrando as coisas na hora da raiva, depois que iniciei o terceiro vidro ele acalmou e está bem melhor do que no começo do tratamento. Porém continuo observando uma grande resistência na hora de fazer os deveres de casa (tarefas da escola), mas no geral ele está bem melhor do que estava no começo do tratamento.
      Posso continuar dando a homeopatia?
      Muito obrigada, abraço fraterno.
      Luciene

      Eliminar
    4. Boa noite Luciene Cristina

      Há quanto tempo é que o filho está a fazer os homeopáticos?

      Continue com a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA - esse será, na nossa opinião, o medicamento que o irá acompanhar no processo gradual de "cura".

      Um abraço.

      JMA

      Eliminar
    5. Boa tarde, Dr., tem um mês que ele está usando os medicamentos homeopáticos que o Sr. passou acima.
      Abraço fraterno.
      Luciene

      Eliminar
    6. Boa tarde Amiga

      Vamos fazer por mais um mês os homeopáticos e depois reavaliamos.

      Um abraço e as melhoras.

      JMA

      Eliminar
    7. Ok Dr. no final de mais um mês eu retorno!
      Percebo uma melhora no quadro geral dele, não que ele tenha eliminado um determinado comportamento por completo, mas no geral todos os comportamentos amenizaram, estou muito satisfeita com o tratamento com a auto-isopatia energética.
      Mais uma vez muito obrigada pela sua atenção e ajuda.
      Aproveito a oportunidade para lhe perguntar se a auto-isopatia energética também pode curar o alcoolismo?:
      Grata
      Abraço fraterno
      Luciene

      Eliminar
    8. ALCOOLISMO

      Boa noite Luciene

      Fico feliz com as melhorias que narra.

      A AUTO-ISOPATIA pode ser utilizada em todas as patologias.

      Caso queira complementar com Homeopatia, costumo sugerir »

      NITRICUM ACIDUM 200 CH, 5 gotas duas vezes ao dia;
      AVENA SATIVA 4 DH, 5 gotas 3 vezes por dia.

      Um abraço.

      JMA

      Eliminar
    9. Bom dia Dr. Estou retornando para trazer novas informações do meu filho. Em relação a agressividade ele realmente melhorou muito, porém a hiperatividade aumentou demais nos últimos 15 dias aproximadamente. Não sei se por causa da mudança de casa ele aumentou bastante a ansiedade, enfim, ele está extremamente agitado e descontrolado, não obedece de maneira alguma e provoca o tempo todo a todos!
      Abraço fraterno
      Luciene

      Eliminar
    10. Boa noite Amiga

      Sugiro que suspenda o protocolo homeopático e continue com a AUTO-ISOPATIA.

      Daqui por 15 dias repita o protocolo homeopático por um mês.
      Depois deste período reavaliamos.

      Abr.

      JMA

      Eliminar
  117. CONCERTA - RITALINA - (MEDICAMENTOS MALDITOS)

    A título meramente informativo e sem pretender ser exaustivo, indico dois links que julgo úteis para todos os que ministram estes medicamentos aos filhos.

    http://www.enbuenasmanos.com/efectos-secundarios-del-metilfenidato

    http://www.centroadiccionesbarcelona.com/uso-y-abuso-de-metilfenidato-rubifen-concerta-ritalin/

    Abr.

    JMA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Dr. é muito difícil para mim ter que dar a ritalina para o meu filho, mas o prejuízo sem ela já estava insustentável, pois ele batia em todas as crianças, jogava as coisas na professora, provocava, jogava as cadeiras, puxava os cabelos dos colegas, enfim, um pesadelo, ele estava sofrendo muito com tudo isso, pois além de não aprender nada em razão da sua agitação, não conseguia ter amigos pois não conseguia se socializar e era visto como o menino problema da escola.
      Somente depois dessa medicação é que ele começou a ter vida escolar, espero muito em breve que ele receba alta médica e fique livre desse remédio definitivamente, assim como da risperidona.
      Por isso que dessa forma estou dando a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA para ele, tenho fé que tudo vai se acalmar e vai chegar um momento em que a médica psiquiatra que o assiste de alta médica, conforme a orientação do Dr.
      Mais uma vez muito obrigada por tudo!
      Abraço fraterno
      Luciene

      Eliminar
  118. Boa tarde Luciene

    O seu procedimento é o mais correcto. Não tenho qualquer dúvida. E é o que preconizo nos meus blogues.

    No entanto, senti-me no dever de alertar mais uma vez os meus leitores para uma questão - eventuais efeitos - com que me tenho debatido na prática clínica, da RITALINA nas crianças, tendo consciência que "o bom é inimigo do óptimo".

    Assim, em caso algum, pelo menos a meu conselho, devem os pacientes abandonar as prescrições dos seus médicos assistentes.

    Um abraço fraterno e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  119. Boa noite Luciene Cristina

    Há quanto tempo é que o filho está a fazer os homeopáticos?

    Continue com a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA - esse será, na nossa opinião, o medicamento que o irá acompanhar no processo gradual de "cura".

    Um abraço.

    JMA

    ResponderEliminar
  120. Boa noite José Maria.

    Em pesquisa sobre a doença de uma amigo, vim a conhecer seu blog e achei interessante o tratamento de Auto-Isopatia Energética. Gosto muito e acredito em homeopatias. Além do tratamento de Auto-Isopatia Energética que vou pedir para meu amigo fazer, gostaria de saber quais as homeopatias e como tomar e por quanto tempo para as doenças de Esclerodermia e Glomerulonefrite?

    Se puder mandar as informações também para meu email mtvo58@hotmail.com eu agradeço.

    Um grande abraço e que Deus o ilumine e proteja.

    Maria Tereza Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ESCLERODERMIA - GLOMERULONEFRITE

      Boa noite Tereza

      1 - Para a ESCLERODERMIS costumo sugerir »

      THUYA 30 CH, 5 gotas 2 vezes por dia.

      Se o processo for grave, ou estiver muito avançado, juntar –
      HYPERICUM 200 CH e,
      ARSENICUM ALBUM 200 CH,
      2 gotas de cada um alternando as tomas a cada 3 horas e diminuindo gradualmente para 2 tomas diárias.

      2 - Para a GLOMERULONEFRITE

      BRYONIA ALBA 30 CH, 5 gotas duas vezes por dia e,
      LYCOPODIUM CLAVATUM 30 CH, 5 gotas duas vezes por dia.
      Se houver melhoria, MEDORRHINUM 200 CH, 5 gotas dia sim dia não.
      Pensar também em SILICEA e THUYA.

      Um abraço

      JMA

      Eliminar
  121. ALCOOLISMO

    Boa noite Luciene

    Fico feliz com as melhorias que narra.

    A AUTO-ISOPATIA pode ser utilizada em todas as patologias.

    Caso queira complementar com Homeopatia, costumo sugerir »

    NITRICUM ACIDUM 200 CH, 5 gotas duas vezes ao dia;
    AVENA SATIVA 4 DH, 5 gotas 3 vezes por dia.

    Um abraço.

    JMA

    ResponderEliminar
  122. Boa noite, Dr.
    Tenho um filho autista de 7 anos. A auto-isopatia pode ajudá-lo?
    Obrigada!
    Lívia.

    ResponderEliminar
  123. AUTISMO

    Boa noite Lívia

    Claro que sim - tenho obtido muito bons resultados com a AUTO-ISOPATIA.

    Tratamento por 30 dias findos os quais reavaliamos.

    -------------

    A Homeopatia também me foi útil durante bastante tempo (apesar de hoje dar plena preferência à auto-isopatia energética) »

    CARCINOSINUM 30 CH, 5 gotas uma vez por dia.

    Ou:

    PROTOCOLO –

    AETHUSA CYNAPIUM 200 CH, 5 gotas duas vezes por semana;
    CALCAREA PHOSPHORICA 6 DH, 5 gotas duas vezes por dia.

    Se houver hiperactividade – STRAMONIUM 6 CH, 5 gotas duas vezes por dia.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  124. Muito obrigada pela pronta resposta, Dr!
    Um abraço,
    Lívia.

    ResponderEliminar
  125. Dr.José Maria,fui diagnosticada com artrite reumatóide e faço uso do Metrexato.Gostaria de saber se a utilização citada do Medorrhinum 200 CH deve também ser utilizado junto com aqueles 3 medicamentos citados no protocolo e paralelamente
    com o Metrexato.

    Agradeço antecipadamente,
    Solange C.Q.

    ResponderEliminar
  126. ARTRITE REUMATÓIDE

    Boa noite Amiga

    Sugiro que comece por fazer o protocolo »

    RHUS TOX 30 CH, 5 gotas duas vezes por dia;
    BRYONIA 200 CH, 5 gotas duas vezes por dia;
    HYPERICUM 200 CH, quando a dor for muito intensa – ministrar em função das dores 5 gotas de cada vez.

    Tratamento por 30 dias findos os quais reavaliamos - inclusivamente a possibilidade de entrar com o MEDORRHINUM.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  127. Agradeço de coração a sua imediata atenção, já estarei providenciando a medicação e findando os 30 dias lhe encaminharei a minha situação. Obrigada

    ResponderEliminar
  128. Venho agora lhe solicitar se possível um tratamento para meu pai.A 4 meses ele passou por uma embolia pulmonar e a aprtir daí começou a fazer uso do medicamento Ancoron para ocoração e uma outra medicação para afinar o sangue. Só que depois destes 4 meses que utilizou o Ancoron a uns 20 dias ele começou a sentir um ponto escuro em um dos olhos e foi se agravando até ficar com o olho comprometido quase que totalmente.Ao lermos atentamente a bula do Ancoron observamos um ítem que consta que alguns pacientes tem comprometimento visual e as vezes até bastante sério.Em posse desta informação nós o levamos ao oftalmologista, que ao fazer todos os exames disse que provavelmente não seria do medicamento e sim uma inflamação nos olhos. Já o cardiologista mudou a medicação. Agora nós ficamos em dúvida e ele ainda contínua com o olho opaco. O oftalmo receitou para que ele tomasse durante oito dias um corticóide e estamos no aguardo. Gostaria de saber se existe alguma medicação homeopática para este tipo de diagnóstico.
    Um abraço da cliente Solange C.Q.

    ResponderEliminar
  129. Gostaria de saber se o senhor possui um e-mail?

    Mario Jorge.

    ResponderEliminar
  130. Boa noite Solange

    Face ao quadro clínico, para além de seguir as orientações do médico assistente, sugiro que o pai faça a AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA - use o método expedito.

    Vá dando notícias.

    Um abraço e as melhoras.

    JMA

    ResponderEliminar
  131. Boa Noite Dr. Jose Maria Alves

    Muito Obrigado!!

    Mario Jorge

    ResponderEliminar
  132. Olá boa noite Dr.José Maria,
    gostaria de felicita-lo pelo seu trabalho.
    Foi em pesquisa de homeopaticos que vim dar a seu blog ha uns meses e fiquei esperançoso com esta autoisopatia.
    estou em depressão há uns 4 anos ou mais. Tive umas bruscas mudanças em minha vida e tudo foi por agua abaixo. Ja tomei muitos medicamentos antidepressivos, calmantes e ate antipsicoticos. Atualmente , ha 2 meses ,estou a tomar venlafaxina 75 mg , rivotril 0.25 ou menos ao deitar juntamente com quetiapina 12 mg. Eu sempre rejeitei os quimicos e tentei muitos naturais, e complementos e a minha mente sempre continuo a mil e o medo e pensamentos de morte começaram desde ha 3 anos., quando parei de fumar haxixe e beber diariamente e voltei para casa da minha mae.
    desde que comecei os meds que comecei a nao sentir, ter emocoes e sentimentos bons... a falta de nao chorar e o isolamento, fizeram com que fica-se com fobias e medos irreais e a busca pelas ajudas em energias alternativas e espirituais e diferentes doutrinas , que acabei por me perder de mim mesmo e em disco riscado.a minha mente e personalidade com os medicamentos alterou-se bastante. Em 2 anos corri tanto sitio ate que esgotei.
    ha uns meses dei com este blog e comecei logo a preparar este metodo e a tomar. Posso dizer que me comecei a sentir melhor até ir a um medico que tinha um aparelho que testava os medicamentos por bioressonancia e dizia-me o q tomar. Aurum metalicum. 2 florais e escitalopram e rivotril e mais uns.. e uma vez disse que o isopatico funcionava, outtas não e eu parava....desde antes do verao que nao tivee oportunidade de ter consulta. Tenho andado a deriva e hoje voltei aqui e a voltar ao metodo expedicto.
    Tenho esperança que me ajude a voltar a mim, mas acho que estou bastante intoxicado. Acha que tome 20 gotas de Nux Vomica?
    Tem mais alguma sugestão?
    Os psiquiatras ja não sabem, dizem que é depressao, bipolar ou borderline.... enfim desde este ultimo tratamento que ja tomei diplexil-r e wellbutrin e socian e ja nao sei ao que o meu corpo reage....
    preciso de ajuda especializada, alem de psicoterapia, pois nao o fiz e a familia ja esta cansada deste loop. Tenho 36 anos e desde o verao que ando cada vez mais inerte e sem me sentir no corpo

    ResponderEliminar
  133. .... e gostaria de entrar em contacto consigo via email , se possivel... vou ja tomar hoje o auto isopatico.
    Um abraço fraterno.

    Tiago Parracho

    ResponderEliminar
  134. Boa tarde Tiago

    Faça-me uma narração completa da sua situação clínica, com os medicamentos que tomou, efeitos, etc.
    homeoesp@gmail.com

    Abraço fraterno.

    JMA

    ResponderEliminar